PARA QUE SERVE O DIA DA CONSCIÊNCIA NEGRA

 

                                      Os talentosos meninos da banda Raça Negra

               Para que serve o Dia da Consciência Negra?
Infelizmente, descobri a duras penas que serve para pautar a imprensa no que diz respeito que há pessoas de pele negra de sucesso.
         Explico: nos anos 1990, assessorei a banda Raça Negra. Eles estavam no início do sucesso, já estourado nas emissoras de rádio de todo o país, aqueles rapazes de origem simples, mudaram o cenário da música brasileira porque a partir do sucesso É Tarde Demais*, de Luiz Carlos, o vocalista da banda, a música internacional foi banida da programação radiofônica brasileira - diga-se de passagem, Madonna e Michael Jackson, símbolos do pop star internacional, cujas músicas foi tocar em outros terreiros, porque É Tarde Demais deu passagem para a música popular brasileira em todos os seus estilos, especialmente a música de raiz: samba, sertanejo e forró.  
        Mesmo assim, não era fácil conseguir espaço na mídia impressa para os integrantes do Raça Negra como jornais e revistas, bem como em alguns programas de televisão, especialmente, nos ditos elitizados, apresentados por pessoas que se julgavam intelectuais.
        Porém, quando chegava o Dia da Consciência Negra, o telefone do escritório do Raça Negra não parava. Sempre era um colega da imprensa querendo saber a opinião de Luiz Carlos sobre o assunto. Ou então, quando alguém era alvo de preconceito racial, que tenha sido barrado num clube de elite, ou sofreu preconceito num elevador social, ou qualquer negro que tenha sido humilhado por alguém da raça branca e o assunto entrava para o noticiário, então, queriam a opinião de um 'negro' de sucesso, como Luiz Carlos, por exemplo.                     Até que um dia, enchi e prometi para mim mesma: nunca mais vou deixar Luiz Carlos falar sobre o assunto. Quem quiser dar espaço a ele em seus veículos de comunicação ou programa de televisão, que o convidem pelo seu talento, por sua música, pelo seu sucesso, jamais pela cor. 
       E assim procedi. Mas passei poucas e boas com colegas que chegavam a dizer explicitamente que seu veículo não dava espaço para negros, a exceção era Pelé porque se tratava de uma celebridade internacional. 
       Acredite, ouvi essa justificativa. 
       Essa semana, no programa de Fátima Bernardes, o assunto Consciência Negra foi pautado. E tive que assistir uma talentosa atriz de novelas da Globo ganhar espaço para falar sobre seu talento, apesar da cor. 
       Então é isso, o Dia da Consciência Negra serve para lembrar que, apesar de talentosos, são gente.
       Hoje, a página do Google exibia a seguinte frase: "Nós apoiamos a igualdade racial e todos aqueles que buscam por ela". Ao lado da frase, um lacinho preto, desses que na campanha do Outubro Rosa aparece cor de rosa.
       Quanto preconceito.

*A canção É Tarde Demais está no Guinness - livro dos  recordes - como a música mais tocada em um único dia no mundo: 600 vezes em 20 de julho de 1995. O Raça Negra abriu as portas para o sucesso de muitos grupos que vieram depois deles e beneficiou muito a carreira desses grupos e cantores já existentes. Fonte: Wikipédia.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

CENTENÁRIO DE DIX-HUIT ROSADO

ONDE ANDA OLGA BONGIOVANNI

Olá