Postagens

Mostrando postagens de Julho, 2020

GENTILEZA EM TEMPOS DE PANDEMIA

Imagem
Em tempos de pandemia, tenho observado que a relação consumidor-comércio e serviços tem mudado bastante.
      A pandemia tem gerado pouca ou nenhuma receita para quem vive de comércio e prestação de serviço, causando um grande caos na economia e salva-se quem tem educação financeira, seja no âmbito pessoal, doméstico ou empresarial.
      Num supermercado, duas surpresas no mesmo dia,em questão de minutos. Na padaria, a moça passou os pãezinhos com uma frase: "Volte sempre".
      Meu Deus! Será que ouvi direito?
      Surpresa, fiz-me de desentendida e perguntei o que ela havia dito, repetiu.
      Então, foi isso mesmo.
      Logo em seguida, a moça do caixa, um pouco constrangida, entrega a nota das compras juntamente com um papelzinho - acima deste texto - medindo mais ou menos cinco centímetros por três, com uma frase bíblica.
       Uau! Nunca tinha acontecido isso.
       Quase perguntei se foi iniciativa dela, ou seja, digitar, imprimir, cortar e distribuir com a …

E DAI?

Imagem
Durante essa pandemia, cada um descobre a inutilidade das coisas, como por exemplo, alguém tem calçados demais e, com o isolamento ou distanciamento social, percebeu que pode viver muito bem com menos pares de sapatos, tênis, sandálias e botas. A essas alturas já doou ou separou o que não mais usará para doar quando sair do confinamento.
    O jornalista e escritor, Ignácio de Loyola Brandão, em entrevista ao UOL questionou para que passar roupas.
    Daqui em diante, quem sobreviver ao novo coronavírus Covid 19, vai ter que adotar o seguinte questionamento: "E dai?".
    "E dai?", foi dito pelo presidente da república, Jair Bolsonaro, a um repórter que perguntou o que  teria a dizer com o elevando número de óbitos vitimados pelo Covid 19 no país.
    Pois desde esse episódio, resolvi adotar a mesma resposta para perguntas constrangedoras:         - Ei, não vai mais tingir o cabelo? Vai assumir os cabelos brancos?", perguntou uma vizinha.     
     - E dai?
  …