Pular para o conteúdo principal

Quem

Lúcia Rocha.
Graduada em Comunicação Social, pela UFRN; e Ciências Sociais, na UERN, com atuação na imprensa de São Paulo e Rio Grande do Norte. Historiadora, documentarista e escritora. Autora de CATADORA DE SONHOS, dentre outros.


________________________________________________________________________



Nesse primeiro contato, prometo disponibilizar todo o meu acervo jornalístico, como reportagens, textos, artigos, fotos e entrevistas que fiz ao longo dos meus vinte e três anos de carreira, dos quais, vinte como diplomada. No dia 4 de janeiro de 2011, reunimos nossa turma 1987.1 do curso de Comunicação Social, da Universidade Federal do Rio Grande do Norte - UFRN - em Pirambúzios, litoral natalense, para comemorar os vinte anos de formatura.  Eis algumas fotos


            Mirian Síria, Micarla, Jacqueline Salviano, Andrea Mousinho, Mônica Adriana, Gizélia Galvão                                       
                  e Andrea Mota   


                                       Stênio, Micarla e Leilton



Tudo em família


      As meninas, de Jacqueline Salviano; ele, 
de Mônica e Leilton. Nasceram à época em que fazíamos a faculdade. 


Jacqueline Cordeiro, de blusa vermelha, atuava na TV Tropical, afiliada da Record.


Jacqueline Cordeiro já na Band São Paulo, com Ricardo Kotscho
                                         


                                   
        Corredores da UFRN: com Micarla e Ilná Rosado, conterrânea de Mossoró e já advogada da União, que resolveu fazer jornalismo.

Com a paulistana Priscilla Wilmers, que brilhou como repórter da TV Cabugi, TV Manchete, em São Paulo e diretora do Canal Universitário, SP. Pri está de volta à terra natal, mas não perdemos o contato. Mandou texto para a turma:

"Em nome de um tempo que não passou porque marcou..."
Quando vi o email da Lúcia convocando todo mundo pra esse encontro, lamentei muito estar trabalhando e em São Paulo, duas únicas razões para não estar com vocês fisicamente nesse momento. Mas acreditem, eu estou!
Estou, porque estamos onde nosso pensamento e nosso sentimento estão e nesse momento, estão aí com vocês! Aprendi com a vida que a essência boa das coisas que vivemos segue em cada um de nós, pois de algum modo mudamos, crescemos e somamos com cada encontro, relação e contato contruído.
Sou parte dessa turma de jornalistas que buscava a conquista de uma profissão, mas conquistou mais, conquistou a cumplicidade, o afeto e a ternura que seguem ignorando o tempo, a distância e outras circunstâncias... tanto que vocês estão aí hoje...
A verdade, gente, é que foi bom demais conhecer todos vocês, conviver com vocês e saber que  depois de 20 anos, a gente ainda tem motivo para esse encontro! Tem coisa melhor do que isso?!!
 Ao longo desses anos, encontrei Andrea Mousinho, Lúcia e Jacque, uma irmã querida... gostaria de ter visto todos vocês, mas se não nos vimos foi por pura falta de oportunidade. E oportunidade, a gente pode criar, inventar... assim fiquem com o meu afeto, minhas melhores lembranças e meu coração!
Como dizem aí nessa Terra maravilhosa, um cheiro, Lúcia, Adélia, Jacque, Micarla, Silvana, Gustavo, João Rosendo, Alcinda, Andréa Mota, Míriam, Gizélia e todos  que fizeram parte daquela turma única para o meu coração!
Priscilla

Postagens mais visitadas deste blog

ONDE ANDA OLGA BONGIOVANNI

A televisão brasileira nos últimos tempos tem revelado talentos na linha do humor. Há muito não aparece alguém que se destaque por sua atuação na linha de programas de auditório, a não ser Eliana, nas tardes de domingo, no SBT, com bons índices de audiência.        Em 1999, a cidade de São Paulo serviu de cenário em uma forte campanha de marketing para divulgar nova atração na TV Bandeirantes. Centenas de outdoors espalhados pela cidade anunciavam a apresentadora do programa matutino Dia a Dia, Olga Bongiovanni, um nome desconhecido do grande público, até então.        Quem seria aquela mulher, já aparentando algo em torno dos quarenta anos de idade, causando curiosidade tão comum em jornalistas que cobrem a mídia? No dia prometido para a estréia, quis saber de quem se tratava pois, certamente, de alguém que valeria a pena todo aquele investimento.        Eis que surge uma pessoa simpática, bonita e magra, ingredientes para o caminho do sucesso numa carreira em televisão. Porém, Olga B…

CENTENÁRIO DE DIX-HUIT ROSADO

DIX-HUIT ROSADO
        No dia 21 de maio de 1912, há cem anos, nascia em Mossoró, Rio Grande do Norte, Jerônimo Dix-huit Rosado Maia, filho do paraibano de Pombal, Jerônimo Ribeiro Rosado, casado em segundas núpcias com a conterrânea, Isaura Rosado Maia, irmã da primeira esposa, Maria Amélia Henriques Maia, de quem enviuvara.  Jerônimo era filho de um português de Coimbra, Jerônimo Ribeiro Rosado, que residia há muito tempo em Pombal. Formado em Farmácia, pela Faculdade de Medicina do Rio de Janeiro, o Jerônimo Rosado, ou seu Rosado, como era tratado em Mossoró, migrou para esta cidade, em 1890, à convite de um médico, com quem se associara para abrir a Farmácia Rosado. Seu Rosado registrou seus filhos e filhas com nomes esquisitos, o que já rendeu a participação de alguns de seus descendentes no Domingão do Faustão. Seu biógrafo, Luís da Câmara Cascudo conta no livro lançado em 1967, Jerônimo Rosado – Uma Ação Brasileira na Província que, seguindo a …

O SUCESSO DA REFIMOSAL