Postagens

Mostrando postagens de Outubro, 2020

LIVE COM XANDO

Imagem
    Xando e Mara               Logo mais às 20 horas, participarei com o psicólogo, professor, jornalista, blogueiro e youtuber pernambucano, Xando Vilela, de uma live no seu Instagram @xandovilela para falar sobre o papel do jornalismo profissional na construção e desconstrução da imagem de figuras públicas a partir das publicações pelos veículos de comunicação que cobrem a indústria do entretenimento.        Trataremos mais especificamente da crise de imagem que passou a apresentadora e cantora baiana, Mara Maravilha, em 1993, vítima de fake news produzida pela assessoria de uma concorrente, num claro flagrante de 'puxada de tapete'.             Sendo assim, Mara foi na década de 1990, a primeira vítima de fake news no país, porque consequentemente, caiu em depressão e passou por altos e baixos, profissionalmente, gerando prejuízos em sua até então, consolidada carreira de apresentadora número dois da televisão brasileira, gerando queda de receita na vendagem de discos e da

A PRIMEIRA PROFESSORA A GENTE NUNCA ESQUECE

Imagem
                                 Educadora Inalda Cabral Rocha        A primeira professora a gente nunca esquece, ainda mais quando ela é nossa mãe. Ainda hoje é nossa professora.        No lar, nossa mãe é a primeira educadora, com ela aprendemos os princípios, boas maneiras e as primeiras letras.        No nosso caso, nossa mãe lecionava nos três expedientes para pagar todas as despesas da casa e nos dar dignidade. Eu tinha dois anos de idade quando ela decidiu dar um basta a um casamento de quatorze anos, que deu-lhe doze filhos, todos de parto normal, embora àquela altura, quatro não sobreviveram à primeira infância.        Se lecionar uma turma do Ensino Fundamental não é fácil, imagine lecionar três turmas, em três turnos, em três escolas diferentes, sem ter transporte próprio, sem a cidade ainda não dispor de transporte público e mamãe se deslocando a pé entre uma escola e outra, sempre passando em casa, para almoçar, jantar e ver como os filhos estavam, em companhia de um '

COMECE A GOSTAR DE LER

Imagem
                                                                   Marcus Pytter         "Comece a gostar de ler livros, como você gosta de andar de ônibus", essa foi a frase mais forte que ouvi a respeito de leitura. Proferida pelo empreendedor baiano arretado, Marcus Pytter, durante palestra. Ele havia acabado de perguntar quem gostava de ler livros para uma plateia de trezentas pessoas. Da metade para trás do auditório, ninguém levantou o braço. Em seguida, perguntou quem não gostava de andar de ônibus. Advinhe quantos levantaram o braço. Pois bem, foi quando citou a frase do início da postagem. Trago o assunto hoje porque é o Dia Nacional da Leitura. E desejo que todos que detestam andar de ônibus, comecem a ler porque informação é poder: PODER ter o poder de nos transformarmos através da leitura para ter a liberdade de escolha para andar ou não de transporte público é um dos maiores benefícios que os livros me deram desde cedo. E você, em que foi beneficiado pela leitura