Postagens

Mostrando postagens de Abril, 2021

A PARTIDA DE UMA MÃE

Imagem
                                                                                Foto de Paulo Eduardo Inalda Cabral Rocha         Q uem disse que perder a mãe dói, falta com a verdade, pois é uma dor sobre-humana, imensurável. Mas, infelizmente, chega a hora delas e, com a minha, não foi diferente.       Deus me deu a oportunidade de estar com ela em seus últimos momentos com vida aqui na terra.       Naquele dia, ela não leu, não abriu nenhum livro e não pegou no jornal, pela primeira vez, respirou com a ajuda de um cilindro de oxigênio, que há muito fazia parte da decoração do quarto. Havia bronquiaspirado na noite anterior, porque tinha dificuldade de deglutir, comum a idosos.        Se é difícil perder pessoas próximas, então, perder alguém tão próximo, como a mãe, somente Deus para consolar.                 Quem diria que eu estaria cuidando dela... Passava um pouco das 21 horas e todas as luzes já apagadas para dormir. Em nove minutos, deixou de respirar e o coração parou.