GENTILEZA EM TEMPOS DE PANDEMIA



      Em tempos de pandemia, tenho observado que a relação consumidor-comércio e serviços tem mudado bastante.
      A pandemia tem gerado pouca ou nenhuma receita para quem vive de comércio e prestação de serviço, causando um grande caos na economia e salva-se quem tem educação financeira, seja no âmbito pessoal, doméstico ou empresarial.
      Num supermercado, duas surpresas no mesmo dia,em questão de minutos. Na padaria, a moça passou os pãezinhos com uma frase: "Volte sempre".
      Meu Deus! Será que ouvi direito?
      Surpresa, fiz-me de desentendida e perguntei o que ela havia dito, repetiu.
      Então, foi isso mesmo.
      Logo em seguida, a moça do caixa, um pouco constrangida, entrega a nota das compras juntamente com um papelzinho - acima deste texto - medindo mais ou menos cinco centímetros por três, com uma frase bíblica.
       Uau! Nunca tinha acontecido isso.
       Quase perguntei se foi iniciativa dela, ou seja, digitar, imprimir, cortar e distribuir com a clientela.
       Li e guardei.
       O leitor há de pensar: "Coisa de crente".
       E dai? Por sinal, "E daí?" é o tema do texto anterior a esse, quando disse que vivemos um momento de não nos indagarmos com nada e se o fizermos, que seja com um: "E dai?"
       Pois bem, já vinha observando que o rapaz que fornece e entrega nosso almoço aos domingos, antes do final do dia manda uma mensagem via Whatsapp: "Passando para agradecer a todos e todas que optaram por nossos produtos no almoço do fim de semana".
       Uau! Isso nunca existiu antes da pandemia.
       Para fechar a semana, precisei de serviços de despachante do DETRAN e, ao final de toda burocracia que eles me livraram, recebi um áudio de oito segundos com o seguinte teor: "Dona Lúcia, estou enviando essa mensagem somente para agradecer. Muito obrigado pela preferência, precisando de alguma coisa é só ligar ou passar um zap que a gente tira a dúvida para a senhora, viu?".
        Ótimo que as relações entre consumidor-cliente-comércio e serviços esteja mudando em plena pandemia.
        Que assim seja para sempre.   
 
          

Comentários

  1. Que o bom senso e gentilezas dominem nossas lentes. Parabéns nobre escritora
    Show!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

CENTENÁRIO DE DIX-HUIT ROSADO

ONDE ANDA OLGA BONGIOVANNI